sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Excelente vídeo sobre tipos de pregas, espero que desfrutem tanto como eu.



quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Pregas para cortinas. II Parte

     Pregas tipo lápiz


    O estilo mais básico de uma cortina de  pregas , tambem  o  mais simples e económica de fazer  e o tipo  lápiz ou palito.  Para sua confeccao presisaremos de  fita francidora costurada  no topo da cortina  e pronto!  Podemos pendurar en trilho simples utilizando  rodizios ou com ganchos para argolas num varao.  É uma cortina adecuada para todo tipo de tesido e por sua elegancia combina em cualquer espaco, sempre na moda cualquer um pode fazer!


Exemplo de prega lápiz ou palito

     Para uma boa amplitude  presisaremos uma quantidade de tesido  tres veces a largura da janela.  Outro detalhe, existe no mercado diferentes larguras de fita francidoura, vocé escolhe conforme o modelo porem a prega aparece mais na largura  major. 


  Cortinas de alcas.
 

     Outro  tratamento para topo de cortina  é o tipo que eu chamo alcas ou "tabs" em inglés. Sua apariencia e confecao e simples ; alem de presisar pouco tesido: dois veces a largura da janela.  Porem tem uma dificultade, ela nao corre pois seu  design é para ficar fixa num painel.   Na verdade é uma cortina muito decorativa mais pouco prática.


   Na hora de confeccionar o mandar fazer, lembre que vai aparecer o varao, assim que ele tem muito a ver na imagen do conjunto decorativo , tambem e bom lembrar que as lenguetas ou alcas deben ser folgadas e o varo debe colocarse biem acima do marco da janela,  15 cm no mínimo. Outro detalhe importante e o acabamento, o tesido debe ser encorpado, um algodao, linho ou seda sera o ideal. Ah nao esqueca,  na hora de pendurar a cortina usar a criatividade colocando adornos nas alcas como botoes, fitas, flores de fuxico, etc(veja o link tab top).

   Da uma olheada nas dobras dos  exemplos , e perceba a diferenca no visual do mesmo "tab top design".  Esqueci falar que as alcinhas podem ficar separadas a cada 15 cm e a largura de cada uma e geralmente de 5 cm. Sua altura depende muito do varao, mais uma altura de 10 cm é boa.

Dobra na alca,  tesido no fundo.
Dobra no tesido  , alca fica no fondo.










































segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Cortinas de pregas.


   As cortinas de pregas sao de origem francés, tradicionaes no mundo enteiro, oferecem beleza e podem ser usadas majormente nos estilos de decoracao clássica, provencal ,  country  ou comtemporánea.  Nunca pasa de moda pois sempre atrae nosso olhear.   As pregas tem suas variantes: a tripla ou fransesa conhecida tambem erroneamente como americana, a prega dupla e outra quasi desconhecida que é a prega invertida


Basicamente as pregas triples o duplas se costuram do mesmo jeito,  a prega base divide-se em tres o dois pregas mais pequenas iguaes e se costuram do lado dereito do tesido.

Pregas triplas arrematadas com botoes.

       O tipo pregas pode ser feito em variedade de tesidos, seja  liso ou estampado. de preferencia debemos usar aquele que tenha  bom caimento. Na hora de calcular o tesido e para uma amplitude boa, a janela  precisa  no minimo de tres veces sua largura , onde cada prega tem entre 10 e 15 cm , separadas a cada 10 cm uma da outra.
 

Prega triple francesa .


 Forradas  oferecem um acabado perfeito cuando se quer o aconchego do tesido num espacio privado como o dormitorio .  Os forros podem ser de tesidos como poliéster, algodao ou blackout. Num outro postagem falaremos dos forros especificamente .  Na imagen do lado vemos o detalhe da prega  francesa ou "americana" , feita em tesido estampado blackout. Cada prega esta compuesta de tres preguinhas costuradas na parte inferior.
Prega Globet .           






























Para lograr uma apariencia chique e sofisticada na cortina  detalhe: cada prega  enche-se  com algodao ou papel seda.  O nome dela e Globet e tambem pode arrematar-se com botoes ou pinguentes .

   





    Uma informacao interesante e pouco conhecida aquí no Brasil é que as cortinas de pregas  podem ser plisadas , sim; partiendo de cada prega o tesido se plisa com  vapor.  Nos por exemplo aprendimos a facer  este trabalho a mao, mais  as grandes fábricas do mundo tem máquinas especiaes para esa finalidade e no geral entregam  as cortinas já plisadas  dentro de sacolas cumpridas e estreitas, facilitando o  estoque , transporte e instalacao.  Na verdade e uma idea muito boa se querermos lograr uma apariencia de coluna em nossas cortinas.  Este acamento pode ser aplicado  nos tesidos  decorativos revestidos de blackout, tesidos de linho , jacquares e gobelins que geralmente sao muito grossos, veja o exemplo na fotografia siguente.

Cortina  de pregas tripla ou americana  plisada .

       A vantajem deste acabamento é a sua apariencia, pois a cortina recolhe melhor ocupando menos espaco, dando aquele ar clássico de coluna decorativa feita de tesido .

       O plisado depende muito da estética que queremos lograr em nosso ambiente e do tipo de tesido , pois ao contrario dos tesidos grossos e pesados  temos tesidos leves que ficam melhor com um acabado vaporoso, mostrando a beleza do  caimento natural como por exemplo o voil e a seda e a tafetá. Vejamos a siguente imagen de prega invertida ( tres preguinhas costuradas na parte superior) onde o caimento  natural do tesido destaca sua beleza.


Cortinas de prega invertida.

Pregas duplas plisadas.








      Na imagen do lado temos um exemplo de prega dupla, conhecida tambem como borboleta, mais sutil e contemporanea. Para  caprichar o acabamento: plisado.


     




  



   Nas janelas que precisam   abrir e fechar com frecuencia, as pregas triples, duplas ou invertidas tornan-se funcionaes e sao muito praticas penduradas de trilhos ou em argolas nos varoes, seja com sistemas manuaes com cordoes , bastoes ou motorizadas.

   Outra prega muito generalizada na confecao de cortinas e a conhecida como prega macho, por sua  apariencia e  acabamento, estas cortinas sao recomendadas para paineis fixos .  Os tesidos recomendados sao aquelos de cores sólidas  e leves como seda ou voile. Tambem existe fita francedoura para facilitar o trabalho destas pregas, cada prega mide nove centímetros aproximadamente .


 Cortina em prega macho decorada com botoes forrados

Prega  femea: as  cortinas com prega femea oferecem menos volumen na sua aparencia, pois ele fica escondido na parte de atras. Igual que a prega macho, debe ser usado em janelas onde a cortina fique fixa no trilho .  A confeccao e igual a prega macho só que o frente será a prega formada por a trasera da prega macho.


Confeccao de cortina de pregas tripla ou "americana".



Para o calculo de tesido, como ja falamos,  geralmente se multiplica a largura da janela por 3 ou  3,2 ;  a altura da cortina fica por conta da largura do tesido , que geralmente tem 3 metros ou  pouco menos. A barra fica chique de 20 centimetros e as lateraes podem ser de  4 ou 5 cm .

O siguente video ( esta em inglés mais da para comprender pois as imagens sao muito esclarecedoras), mostra  a confecao de pregas americanas no estilo tradicional.















Pesquisa e texto : Ligia Montoya, Designer de Interiores

domingo, 15 de abril de 2012

Cortinas e seus estilos: Cortinas translúcidas ou "Visillos"


     Na Europa e na  America Latina conhecemos por " Visillos" (se pronuncia visijos) aquelas  cortinas feitas de tesido translúcido ou transparente feito de materiaes leves  utilizadada  como pano unico o como parte do conjunto de cortinas .  Na Europa do século XVII, os cortinados eram feitos em camadas, costume que prevalece até agora e nessa época, elas tinham  uma camada de  cortinas principaes confecionadas em tesido pesado e cores mais claros  que as paredes,   e outra composta de  cortinas brancas de seda ou musselina que deijabam   pasar a luz mais também  protegiam do sol os interiores, especialmente a mobília.
,
 1826: Visijos brancos bordados.


     Nos séculos siguentes, cortinas  de musselina  eram usados para excluir insetos e suavizar a luz, sempre na cor branca .  Outro detalhe interesante é que os "visijos" eram decorados com franjas delicadas em cores contrastantes  ou feitos de rendas em fios de algodao tesidas a mao.
S. XVII:Design de cortinas translúcidas bordadas em ouro.




 Tambem nos  leitos foram  utilizadas este tipo de cortinas , neste caso  os tesidos eran esticados , tratados com óleos especiaes , para   lograr uma apariencia traslúcida.
1900: cama inglesa e visillos na cor branca


     As inovacoes do Modernismo incorporam na arquitetura grandes janeloes e a  costume das  cortinas traslúcidas  nos cortinados foi muito comúm, assim como a diversidade de tesidos sintéticos feitos en renda com desenhos floraes , os cuaes eram  muito resistentes ao sol, práticos e baratos .  As caraterísticas especiaes dos tesidos assim como inovacoes em perfiles de aluminio com sistemas de correr a base de cordoes aportaram maior practicidade nos cortineros e cortinados.  A mediados do século XX  toda cortina charmosa tinha tres camadas: uma cortina que dejaba traspasar a luz, outra  cortina de tesido grosso forrada de blackout ou outro tesido a base de algodao  e uma sanefa . 
Art Decó:
Belas cortinas traslúcidas nos janeloes de estilo moderno.


     Hoje, as cortinas translúcidas no tratamento de janelas tem a misma funcao de tempos pasados: protecao e privacidade sim restar claridade no ambiente.   A cor depende muito da decoracao interior  e das cores da fachada   externa.  Para dar unidade  os tons  neutros como branco o bege ou cinza sao ideas.  Lembremos que um olhear desde fora fazem dos visijos parte da solucao arquitetonica no caso das aberturas como portas e janelas.  Muitas pessoas esquecem este detalhe e compram por impulso um tesido numa cor bonita para o interior mais que contrasta muito no extrior.

Cortinas leves protagonistas do cortinado comtemporaneo


Tesidos para visillos: 
     A quantidade de tesidos que temos a disposicao para confecionar os "visijos" e agora muito grande, sendo o mais requisitado  o voil  , ele tem desenhos lindos e específicos para cada espaco .  
Uma dica importante é que os tons lisos aumentan o espacio e os estampados fazem o ambiente mais pequeno.

Tipos de cortinas translúcidas:
    Estilo cafe: por seu design estos visillos sao utilizados principalmente nas áreas destinadas para cocinha assim tambem como nas cafeterias pois permiten cierta privacidade e muita iluminacao.

Cortinas estilo café


    Priscilas: e o nome designado ao desing específico das cortinas carregadas de babados nos dois panos francidos  recolhidos por abrazadeiras. utilizadas em dormitorios , salas de jantar ou na copa, fica bem na decoracao rústica.

"Priscilas" bordadas


Pricilas cruzadas 
Priscilas combinadas








sábado, 3 de março de 2012

Cortinas e seus estilos: Cortinas Clássicas.

     Consideramos muito importante para a decoraco do espaco interno, distinguir os diferentes estilos das cortinas, pois como os vestidos, elas também obedem a estilos , onde cada um  tem elementos diferentes que os distinguem.  Este conhecimiento é de muita importancia na hora de escolher o estilo , o tesido, a cor e os acessorios para cubrir a janela.


Cortina de teatro (Wikipedia)


     Para comprender melhor , um exemplo interesante de cortina é do teatro, nela sua composicao inclui  diferentes camadas para criar os efeitos especiaes na cenografía alem de um marco decorativo para apresentar a obra.  Assim também a cortina de um espacio funcional como o lar  leva geralmente varias camadas   para cumplir nao só um efecto decorativo, mais também outras funcoes alem da decoracao.

1820: Desenhos de cortinas
   


     Em nossa breve  historia da cortina,  pudimos comprovar que ela obedece  a estilos determinados segundo as diversas épocas, os cuaes tem diferentes características, esso é lo que veremos nas informacoes de hoje, mais se vocé pode aportar algo  mas para enriquecer este blog, sera muito bem vindo .

   

 


Cortinas  Clássicas .
      
     Estilo Luis XV: Inspiradas no pasado imperial, as cortinas Clássicas  mantem as linhas ostentosas dos palacios , predominan os  drapeados em   finos e encorpados tesidos como jacquard, cetim , seda ou veludos. Os enfeites ficam por conta das ricas pasamanerias: rendas, borlas e pinentes e cordoes.  O material dos varoes é de preferencia a madeira com  acabamentos em ouro velho, natural, tenhida ou em acabado provenzal . As abrazadeiras de cordoes sao o complemeno necessario para amarrar as cortinas nas lateraes, penduradas de ganchos a um metro do chao e no mesmo acabamento dos varoes ou hastes.

    

Cortinas clássicas de cascatas longas



       
As cortinas clássicas podem estar em cualquier espacio, mais por sua imponente beleza chegam a serem centro de interesse.  Elas pidem um mobiliario luxoso  porem podem confeccionarse em tesidos leves como voil para ambientes mais simples e de móvilia leve e contemporáneo . 



   
   Outro detalhe importante é que a sanefa está compuesta de "ondas e cascatas", as ondas ficam no meio e as cascatas  nas lateraes. No caso das ondas, elas estas feitas de pregas que forman um drapeado e as cascatas estam feitas de cinco o mais pregas num tesido geralmente  duplo (forro), as  cascatas podem ter variedade de formas e acabamentos e sua altura  pode ser corta, de  70 cm ; media de 140 cm ou podem chegar ate o chao e medir aproximadamente 210 cm . As "ondas" sempre tem 5 o mais pregas a cada lado e uma sanefa precisa de dois , tres, cinco o mais blondas dependiendo da largura da janela. 





Sanefa Clássica  de cascata media








    Os cores predominantes nos tesidos sao lisos, pois os estampados minimizan o desenho. Podemos sim combinar estampas finas com tesidos coordinados lisos,  por exemplo, usar estampas nas blondas  e forros nas cascatas no tom liso para contrastar . Ou toda a sanefa num color só e os forros das cascatas num cor contrastante ou tom sobre tom.
      Os tesidos debem ter bom caimento e de preferencia trabalhar as ondas em tesido na diagonal , assim aseguramos um belo caimento no drapeado .
 





quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

História das cortinas, III parte

  Nos anos 50 a variedade e cualidade dos tesidos "modernos"  a partir de  fibras de poliéster (polyester) criadas nos Estados Unidos é aproveitada na fabricaçao de tesidos como o conhecido voil (voile) ; algumas  cualidades importantes facem dele um tesido versátil como por exemplo que nao amasa, é indeformabel e muito resistente , alem de apresentar infinidade de texturas e  cores diversos

Desenho clássico de Cortina de voil.


   Visando funcionalidade,  as cortinas deslizam por práticos trilhos  de aluminio industrializados desde principios do século nos Estados Unidos; simples,duplos ou tripos, eram encobertos por bandôs de madeira tipo caixa ou sanefas confecionadas no mismo tesido das cortinas.  Materiaes novos como o aço  deslumbra no design de móveis e  surgem também acessórios  feitos em plástico como por exemplo  argolas para cortinas de banheiro.
   
    Neste período, as persianas horizontaes feitas em aluminio foram tendencia mundial, uma solucao para as janelas  grandes da arquitetura moderna dos 50s .  Inspiradas no antigo oriente, chegarom para ficar no occidente e foram oferecidas no mercado  em muitos cores, seu principal funçao: control da iluminaçao e conforto térmico, forte motivo para querer uma delas em casa.
  
   Mais na frente, nos anos 60 o design orgánico toma forza, as formas remeten pétalas de flores,  golfinhos, conchas e animaes de estimaçao. Muitos designers mostran suas criaciones, aproveitando os materiaes modernos feitos de plástico como formica e piso vinílico. Cores fortes contrastan com a cor branca até entao utilizado maiormente.

1960: Cadeiras orgánicas e cortinas "plisadas"
deslizam nos trilhos com mecanismos de cordoes.

   Como aconteceu nos anos trinta com o estilo Arodinámico, mais uma vez o fascício com a tecnologia inspirou um novo estilo no final de 1970.  Apelidado de "High-tech" (Tecnnology Alto Estilo), traz no design transparencias e cromados que também sao aproveitados nas propostas de materiaes para cortinas.  Tesidos como "chintz" incorporam brilhos e as novas tencencias psicoldélicos trouxeram cores taes como magenta, amarelo ouro, fucsia e os tons  fosforecentes.

 
1974: Cortinas em desenhos psicodélicos


     Os anos 80 trouxeram uma renascensa nas soluçoes para cobrir as janelas, designers famosos no mundo da decoracao ( cama, mesa e banho assim como cortinas ) como Laura Ashley na Inglaterra e Biggie Best na Africa do Sul mostran suas criaçoes em tesidos étnicos. O uso  das persianas verticaes se fortaleze com detalhes de sanefas decorativas feitas en tesidos estampados.  O estilo "country"  faz com que  mantas, chales, babados e bordados sejam tendencia  na decoraçao de interiores.  A  industria cria tesidos "coordinados" como listras, floraes e tesidos lisos para serem utilizados nos diversos artigos decorativos como almofadas, cortinas colchas e tapetes.

   Do passado voltan os cores pasteis, assim como  tons perlados ou nacarados.  Em USA, fabricantes   antigos  como a Kirsch e a  Graber continuam inovando no design de trilhos e varoes  para satisfacer a demanda mundial. Feitos em madeira e aluminio, as suas novedades sao imitados no mundo todo.

80s: Persianas verticaes com sanefa em tons pasteis.




   O estilo  Minimalista toma conta na década dos 90.  Inspirado nos ambientes japoneses acabou com tanto detalhe do pasado, para favorecer um estilo onde "menos e mais", retoma com força a cor branca e o uso da figura retangular . 
    Esta   tendencia, que chegó para dar alivio ao estresse por meio das formas limpas e puras traz materias com as mismas caracteristicas.  Sao criados novos desenhos de persianas e cortina, rolos e romanas asim como paneles "estilo japonés" . Otra novedade sao os sistemas de trilhos motorizados, e os tesidos acrecentan  tratamentos antiácaros, antifogo e antialérgicos e também  repelem o pó.


90s: Estilo minimalista: decorar sim decorar

     A finales do Século XX o estilo Eclético clásico aproveita o uso de diversos objetos e materias mixturados para crear ambientes armoniosos. As cortinas tambem sao reinventadas para se-adaptar nestes ambientes.  Nos acessórios, abrazadeiras e punteiras tem acabamentos  cromados, ouro velho e dourados assim como um mundo de tesidos sintéticos agora associados a globalizaçao, tecnología e vida urbana acompanhan esta tendencia. 


    Na primera década do ano 2000, primordes do novo século,  motivos infanties e juveniles sao o tema no design de interiores.  Os cores contrastantes trazidos da natureza como verde kiwi, roxo berengela, vermellho cereja e o design orgánico aliando tecnologías produz o estilo "maximalista, pois ele repite a geometría do minimalismo mas transcende a rigidez dos neutros no uso da cor. Para dar simplicidade no design, as cortinas penduram de delicados e coloridos ilhoses  , só mudam os tesidos .  Pingentes brilhantes muito elaborados destacan-se nas cortinas e os varoes apresentam  acabamento em aço escobado.

      Hoje, as cortinas decoran aposentos onde ocorre nosso dia a dia e sao o reflexo de nossa personalidade.   Nao minimizan  a  importancia dos outros objetos decorativos ao contrario, a tendencia ecética no design de interiores é criar uma atmósfera integral onde estao pensados  moveis, cortinas, estofados, tapetes e outros elementos para criar um  estilo pessoal, sim esquecer os  elementos de composicao arquitetonica utilizados no design de interiores como luz, cor, textura e outros mais  .

Propuestas 2012: Design  clásico de Laura Ashley


quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

História das cortinas, II Parte











Cortinas plisadas no formato de colunas
Designer Ruhtmann 1925.

     Para as cortinas, o Século XX  traz novedades em texturas, cores, e design.  As cortinas clássicas continuam em alta nas decoraçoes  tradicionaes, inspiradas no design francés, mais as mudanças da Revolucao Industrial fizeram impulsar nao só as "Belas artes" como também o design de móveis e a decoraço de interiores onde na cor prevalecem os tons pastéis.

  No Brasil,  as tendencias no design do principios do século XX sao ecléticas, pois a intençao era negar a ligaçao com o pasado portuguez, arquitetos renombrados como Oscar Niemayer participan  com suas criaçoes de projetos arquitetónicos monumentaes mudando o paisajem neoclásico das construçoes tradicionaes  atraendo o olhear do mundo para o Brasil, porem o design das cortinas continua sob  influencia europea.

     Entre 1919 e 1945 o  movimiento  Art déco faz sucesso na Europa e  traz  como diferencial dois tendencias ,  Neoclássicismo inspirada em culturas greco latinas, egipcias e da Mesopotamia, e a outra Aerodinámica baseada nas novas sensaçoes de velocidade , representadas por: linhas paralelas, figuras geométricas e natureza abstrata.  Sao estas linhas que o decorador Émille-Jacques Ruhlmann introduce nas suas criaçoes mediante cortinas plisadas com formato  de estrias, para dar idea de colunas dóricas. As cores foram nas duplas laranja e preto e azul e ouro.


Modernismo: Estilo Art Deco




"Festoon blinds" ou Romana festao
    O estilo glamouroso de Hollywood influenciou o desing no mundo todo e as cortinas siguem o mesmo padrom da moda femenina. Nos tesidos o cetim aparece nas cortinas e na ropa de cama. Uma soluçao para as janelas tipo guilhotina , comunes na arquitetura da época, foi o uso de romanas tipo "  festoons blinds" conhecidas também como "estores austriacos" feitas en tesido de   seda , linho ou renda.

   


    Na Europa, o grande designer Le Corbusier define a casa como "grande máquina de vivir", valorizando ainda mais o interionismo, tornando os espacios funcionaes. As janelas agora continuas integran o paisajem externo e as cortinas dejam de serem decorativas,  tem agora  uma funcao.


     Após a criaçao de fibras artificias e sintéticas , a produçao industrial da moda lanza ao mercado nos Estados Unidos em 1938 o "Nylon" um tesido macio, flexibel , de cores firmes que rapidamente alcanza o exito mundial . As rendas agora sao industrializadas e criadas nas grandes fábricas para uma comercializaçao masiva. Nas lojas por departamento, sao oferecidas cortinas prontas, surge assim uma nova industria na decoraçao de interiores.

  Tambem nesse pais sao patenteados sistemas de trilhos para cortinas  porem no Brasil estas tecnologías chegarom  décadas depois, cuando a industria do aluminio e desarrollada. Tesidos de algodao impressos com  flores tornaron-se populares.

Designer Ross Stewart 1936

   A Segunda Guerra Mundial cria muitas novedades, uma delas surgio da necesidade de bloquear a luz das janelas durante a noite, para que as ciudades nao foram atengidas nos bombardeios.  Foi assim que naceo o  Blackout, conhecido no Brasil como "blacaute" (bloqueo),  o cual torno-se um grande aliado no controle de luz e isolamento térmico.

Cortinas de blackout 1940
  
    As dois guerras mundiaes mudan profundamente os estilos decorativos pois a cultura social agora e outra.  Nas grandes metropolis, as pesoas pasam a morar em apartamentos e casas geminadas, entao o concepto de moradia muda por completo. A cortina é esencial para a privacidade da maior parte dos lares e sao incorporadas nos estilos arquitetónicos novos, elas pasam a serem uma necesidade primordial.